Qual o objetivo de utilizar dados na gestão das empresas? O principal fator é poder integrar conhecimento às atividades de rotina da organização acrescentando vantagem estratégica em relação aos concorrentes, além de melhorar a performance da equipe.

Suprir os gestores com dados confiáveis no momento correto auxilia na possibilidade de reter talentos importantes, além de dar maior poder de assertividade nas contratações realizadas, otimização de treinamento dos colaboradores e manter a equipe engajada em busca dos resultados da companhia.

Se você quer saber como obter melhores resultados e se destacar no mercado, então, acompanhe quais benefícios você pode garantir com o uso de dados:

Integrar dados relevantes

As ferramentas de Business Intelligence (em português, Inteligência de negócios ou Inteligência Empresarial) são responsáveis por coletar, armazenar e organizar informações ao integrar diversas fontes de dados, como:

  • CRMs (Customer Relationship Management ou Gestão do Relacionamento com o Cliente)
  • ERPs (Enterprise Resource Planning ou Planejamento de Recursos)
  • Softwares financeiros
  • Planilhas existentes na empresa

Devido à alta competitividade do mercado, os gestores não podem perder tempo para tomar decisões essenciais às estratégias da organização. Assim, as ferramentas de BI são responsáveis por fazer o cruzamento dos dados e fornecer, de forma organizada, padrões e tendências, como:

  • entender qual o comportamento dos seus funcionários;
  • identificar dispêndios excessivos com horas extras;
  • detectar número preocupante de rotatividade da equipe;
  • otimizar os custos por departamento da empresa; e
  • identificar oportunidades de negócios.

Melhorar a performance da equipe

Os dados relacionados ao RH da empresa podem ser consolidados e oferecer à liderança bases sólidas de informações para saber onde atuar quando houver conflitos e oportunidades de melhorias.

Para ilustrar, é possível analisar quais os perfis dos profissionais que mais se destacam, quais trazem maior retorno e quais são as competências ideais para compor as equipes. Dados como idade, formação, treinamentos e salários podem ser cruzados para auxiliar no desenho dos perfis e permitir o alinhamento às metas da empresa.

Reduzir custos com pessoal

Em tempos de crise, o que todas as empresas desejam é a redução de custos. Afinal, através da otimização de todos os recursos, material ou pessoal, é possível reduzir gastos e garantir ganhos expressivos.

Já parou para imaginar quanto custa uma contratação incorreta para a empresa? Pode chegar a três vezes o valor do salário do colaborador. Ao utilizar métricas e indicadores precisos, fundamenta-se o fator humano na redução de erros como esses.

Além disso, ao apostar em ferramentas de automação de processos, muitas das vezes bem simples de serem operadas, permite-se que poucas pessoas possam produzir mais em menos tempo.

Tomar decisões com agilidade

O gestor pode identificar pontos de fragilidade e propor fonte de melhoria a partir do levantamento dos dados, através de relatórios de controles ou dos KPIs (Key Performance Indicators) da organização.

Os KPIs, basicamente, possibilitam compreender o cenário atual, prever os resultados futuros, identificar gargalos, desvios, tendências e ameaças. Sem a medição dessas informações as organizações se limitam, não atingem ótimos resultados e não são capazes de identificar seus pontos fracos.

Com os dados em mãos, o gestor pode propor ações direcionadas para melhorar a performance da sua equipe, como, por exemplo, definir metas para todos os colaboradores de curto, médio e longo prazo. Ademais, também é interessante coletar os dados em cada uma dessas etapas para acompanhar a evolução dos indivíduos e do grupo.

De certo, acompanhar os resultados faz com que as decisões sejam tomadas de forma assertiva. Pois, através dos dados disponíveis, muitos ou até incontáveis cenários podem ser gerados.

Além de medir os resultados, é importante a conscientização dos membros da equipe sobre quais são as estratégias da organização. Isso pode ser feito com campanhas direcionadas para que o time se sinta dentro do processo e entenda como o seu trabalho reflete nos resultados da organização, por exemplo.

Como resultado, o engajamento dos envolvidos nos processos pode melhorar, e muito, a performance da equipe.

Se você gostou deste post, visite o no nosso blog ou site. Você encontrará diversos conteúdos sobre Business Intelligence, além de soluções para os processos da sua empresa.