O investimento em uma gestão inteligente, com foco em resultados e no capital humano, se tornou uma necessidade básica para as empresas que buscam manter a competitividade e garantir a longevidade de suas operações. O RH estratégico é um importante aliado nesta gestão, que envolve processos cruciais, como recrutamento e seleção, treinamento e desenvolvimento e gerenciamento de performance.

Além do relacionamento com os colaboradores. Uma importante característica deste novo RH é a integração vertical com as estratégias do negócio e a horizontal com os demais setores e stakeholders.

Nesse sentido, cabe ao RH uma participação ativa, definindo práticas e políticas direcionadas à atração e retenção de talentos, ao desenvolvimento dos colaboradores, às oportunidades de crescimento e à formação de equipes de alto rendimento.

Neste artigo você entenderá os papeis do RH estratégico e como ele pode ajudar a empresa a crescer.

O papel do RH Estratégico

O Diretor de RH (CHRO) ganhou novas responsabilidades e passou a apoiar diretamente o CEO. Esse papel tem caráter tanto para fornecer informações importantes para a tomada de decisão, como para suportar as estratégias da organização, através de projetos e iniciativas orientados ao capital humano, incluindo:

  • Qualificação
  • Motivação
  • Engajamento
  • Desempenho

O RH Estratégico conhece profundamente o negócio — suas peculiaridades e variáveis que interferem diretamente na produtividade corporativa. Internamente, é preciso compreender os valores e cultura da empresa, as responsabilidades de cada departamento e as competências e conhecimentos exigidos para o exercício de todas as funções.

Além disso, o RH deve estar atualizado sobre produtos e serviços, chegada de novas tecnologias e investimentos. Externamente, é essencial entender o mercado, reconhecer os potenciais clientes, os principais concorrentes e os fornecedores — e, também, de identificar as melhores práticas e tendências de gestão.

Esse conjunto de informações possibilita uma visão mais abrangente, indispensável para fortalecer os profissionais de RH e torná-los capazes de atuar com mais eficiência.

Os benefícios de um RH Estratégico

A atuação de um RH Estratégico pode trazer uma série de benefícios às empresas. Um deles é o aperfeiçoamento dos processos de recrutamento e seleção. Através da definição de um perfil ideal — baseado na cultura e nos valores corporativos da empresa e, também, nas habilidades técnicas e comportamentais mandatórias para o cargo — é possível realizar contratações mais assertivas, assegurando a formação de times competentes e engajados.

Veja mais sobre como o processo de recrutamento e seleção da sua empresa neste link.

Outra vantagem competitiva evidente é a efetividade da estratégia de atração e retenção de talentos. Por meio de ações orientadas à construção de uma identidade empresarial única, é mais fácil encantar  futuros colaboradores e impulsionar os processos de sucessão.

Além disso, a definição de políticas inovadoras e atrativas, de remuneração e benefícios, plano de carreira e desenvolvimento profissional, colabora para a preservação dos bons profissionais.

O RH estratégico conhece cada membro da equipe — suas aptidões, preferências e ambições. Assim, pode valorizar o indivíduo e elaborar um plano de desenvolvimento individual, para aprimorar habilidades de acordo com as demandas da empresa.

Esse mesmo RH identifica e prepara as novas lideranças, fundamentais para uma gestão mais humanizada e eficaz.

A produtividade e o clima organizacional

O clima organizacional tem impactos diretos no desempenho das equipes e nos níveis de comprometimento. Por isso, o RH estratégico atua diretamente na gestão e na valorização do capital humano — garantindo a saúde e o bem-estar dos colaboradores, o respeito às diferenças, o apoio à diversidade e a igualdade de direitos.

Outros aspectos também são assegurados, como o incentivo ao aprendizado, a meritocracia, a imparcialidade e uma comunicação clara e objetiva.

Para mensurar a efetividade de suas práticas, o RH Estratégico utiliza a pesquisa de clima organizacional. Através de questões que envolvem o cotidiano, expectativas de crescimento, desenvolvimento profissional, reconhecimento e atuação do gestor, é possível confirmar os níveis de satisfação das equipes, identificar os pontos fortes da gestão e os itens que devem ser aprimorados.

Chiavenato (1997) define o clima organizacional como sendo o conjunto de propriedades mensuráveis do ambiente de trabalho, que influencia a motivação e o comportamento destes colaboradores. Por isso, é tão importante medir os níveis de satisfação e de engajamento, por meio de pesquisas estruturadas.

Direcionando as atenções para o capital humano e para as necessidades do negócio, o RH Estratégico consegue alinhar competências e interesses — promovendo o crescimento e o sucesso das empresas.


Quer saber mais sobre o assunto? Clique aqui e faça download de um eBook gratuito com as principais tendências de RH Estratégico para o mercado.