As empresas que estabelecem e revisam as metas dos colaboradores 1 vez por ano correm um sério risco: conforme o ano passa, as metas dos colaboradores ficam cada vez mais distante das metas da empresa, porque estas mudam muito neste intervalo de tempo.

Apesar disso, é comum que as metas estabelecidas para os colaboradores permaneçam as mesmas. Não faz sentido que as pessoas continuem investindo o tempo delas em coisas que não são mais importantes ou relevantes para a empresa, não acha? É exatamente sobre isso que vamos falar neste artigo.

Este artigo é parte de uma série especial de 5 artigos onde vamos tratar de 5 dicas para repensar a avaliação de performance na sua empresa. Este é o artigo de número 1. Veja abaixo a listagem completa de todas as dicas e os links dos que já forma publicados:

  1.  Alinhamento das metas dos colaboradores com as da empresa (este post)
  2. Feedback e reconhecimento do desempenho contínuos durante todo o ano
  3. Personalização e individualização das recompensas e reconhecimento dos colaboradores
  4. A importância dos planos de carreira personalizados
  5. 10 dicas práticas de gestão de pessoas para aplicar na sua empresa

Alinhando das metas dos colaboradores com as da empresa

Com um plano consistente de metas e com um processo contínuo de revisão delas durante o ano, colaboradores e gerentes podem definir as metas corretas e alinhadas com as estratégias da empresa. Uma consequência positiva desse processo é que todos mantêm-se informados e discutindo o que de fato está acontecendo agora no mercado, na empresa e dentro do próprio time.

Isso possibilita uma adaptação mais rápida às mudanças através de ajustes das metas atuais e adição de novas metas.

A área de recursos humanos é a grande beneficiária desse processo. Estabelecer metas estáticas para um ano inteiro e não ajustá-las é um fato que impede que as pessoas invistam o tempo delas nas atividades que realmente importam.

Um departamento de RH que permite a adaptação das metas dos colaboradores durante o ano todo, de acordo com as mudanças de prioridades da própria empresa, ganha uma boa reputação entre os colaboradores, que inevitavelmente passam a considerá-lo proativo, rápido e eficiente.

metas desempenho meio

Coloque as mudanças em prática

Para desenhar esse processo, o RH precisa levantar quais são os objetivos da empresa, acompanhar as mudanças desses objetivos durante o ano, entender como cada departamento contribui para o cumprimento dessas metas. A partir deste ponto, determinar qual é a frequência correta para revisar as metas dos colaboradores.

A ferramenta que pode ajudar a estabelecer um processo mais dinâmico é a tecnologia da informação.

Atualmente, há softwares que o ajudam a desenhar processos unificados de estabelecimento e revisão de metas, tornando-os mais simples, flexíveis e transparentes. Eles fazem com que todos possam ter metas alinhadas com as metas da empresa e adaptáveis na mesma velocidade que as mudanças acontecem no mercado e consequentemente nas metas da empresa.

Essas ferramentas online permitem que os colaboradores estabeleçam as suas próprias metas em qualquer lugar e em qualquer horário, a partir do smartphone. Elas também permitem a medição e o rastreamento do progresso das metas dos indivíduos, equipes e da empresa como um todo.

Com estas ferramentas, os gerentes e o RH são beneficiados ao ganharem mais visibilidade dessas metas e ao conseguirem analisar o quanto os colaboradores estão alinhados com elas.

No próximo artigo da série, eu falarei sobre o segundo passo em direção a um melhor processo de gerenciamento de desempenho na sua empresa: Feedback e reconhecimento do desempenho contínuos durante todo o ano (não apenas 1 vez por ano ou 1 vez por semestre).

Para não perder, se inscreva em nossa newsletter para ser notificado dos próximos artigos publicados em primeira mão.

Por enquanto, você pode utilizar a ferramenta que acabamos de lançar recentemente para avaliar como está a maturidade do RH da sua empresa. Veja aqui nesse link.

 

PS: Você já parou para pensar? Assim como nos metrôs e trens de todo o mundo, é comum ouvirmos a frase “Mind the gap between the train and the platform” (https://www.youtube.com/watch?v=70lo5xmGWTk), deveria ser comum ouvirmos uma frase semelhante em todas as empresas do mundo: “Mind the gap between your company’s and your own goals”.