Você sabe o que é Big Data? E Analytics?

Se você ainda não está familiarizado com esses termos, talvez seja a hora de rever algumas prioridades e entender como essa tecnologia pode transformar a percepção que sua empresa tem do papel do RH.

Já dizia Peter Drucker, “se você não pode medir, você não pode gerenciar”. Ou seja, é preciso que a organização tenha em mãos dados precisos sobre a realidade do mercado e de como a empresa se posiciona diante dele. A mesma coisa vale para o departamento que gere pessoas.

Portanto o principal objetivo de usar essas novas tecnologias é possibilitar que o RH atue de forma mais estratégica, prevendo problemas e criando soluções antes de crises se instalarem. Para entender melhor como o Big Data e Analytics podem contribuir para transformar o desempenho de uma empresa, continue lendo esse artigo.

O que é Big Data?

O Big Data consiste em uma grande quantidade de informação relevante e que dá origem a dados que possam ser cruzados para análises.

Imagine tudo sobre o que os usuários fazem na Internet. Sua idade, gênero, interesses, dados de compras, estado civil e diversas informações são captadas por plataformas de mídias sociais e outros serviços. Ou seja, há uma grande quantidade (em inglês, Big Data) de dados disponíveis sobre as preferências e necessidades das pessoas.

O desafio, no entanto, é entender o que esses dados significam e como utilizá-los para melhorar a performance das empresas. De acordo com Viktor Mayer-Schönberger, professor da Universidade de Oxford, na Inglaterra, e coautor de Big Data: a Revolution That Will Transform How We Live, Work, and Think (“Big data: uma revolução que vai transformar como vivemos, trabalhamos e pensamos”, em tradução livre), “esse gigantesco acúmulo de informações significa que as pessoas serão compreendidas em uma nova dimensão: a soma de suas ações, interações e conexões registradas digitalmente”.

O Big Data, que agora encontra o RH, traz esse paradoxo da era da informação: os dados estão aí, mas como usá-los? É aí que devemos conhecer o Analytics.

O que é o Analytics?

Sua função é usar as métricas e indicadores chave de performance para indicar como anda a situação do RH. É por meio do Analytics que dados são transformados em informações relevantes que dão origem a estratégias eficientes de RH.

Como o Big Data pode contribuir para transformar a performance de uma empresa?

Retenção de talentos

Com a análise de dados preditiva, é possível por exemplo que o departamento de RH faça a análise do turnover da empresa e, assim, compreender o que está ocorrendo para evitar a saída de funcionários altamente qualificados.

Algumas perguntas que podem ser respondidas com a investigação dos dados são:

  • O que ocasionou a saída dos funcionários? Há pontos em comum?
  • É preciso fazer ajustes nos processos de recepção e adaptação de novos colaboradores?
  • É preciso avaliar a satisfação dos funcionários de forma mais contínua para evitar o aumento da taxa de turnover?

Analisar os desligamentos é importante para detectar tendências e resolvê-las antes que surja um problema grave e incontornável, fazendo com que a empresa perca grandes talentos para os concorrentes. Mas além disso é possível acompanhar em tempo real dados gerados em pesquisas de clima organizacional e de sistemas de feedback para ter em mão dados atualizados para tomadas de decisão.

Melhorar lideranças

Dados coletados em pesquisas  e avaliações realizadas por departamentos de RH são eficientes para identificar algumas características de gestores. Dessa forma, a empresa pode optar por melhorá-los ou dispensar seus serviços, caso acredite que não haja possibilidades de mudança. Afinal, um dos primeiros motivos da perda de talentos por uma empresa está fortemente ligado com a relação entre gestor e equipe.

A partir de centenas de relatórios, avaliações de desempenho, pesquisas e feedbacks dados pelos colaboradores, é possível coletar grandes quantidades de informação em busca de padrões. Assim, é possível traçar o perfil desejado de excelentes gestores e escalar essas características em contratações futuras e nos programas de desenvolvimento dos colaboradores.

Tanto pesquisas de clima quanto avaliações de desempenho são ferramentas do RH efetivas na coleta de informações para o Big Data e fazem parte do cronograma anual das maiores empresas do mundo.

Outras vantagens do uso de Big Data e Analytics para o RH

  1. Mais precisão na contratação de novos funcionários com o perfil adequado à cultura, valores da empresa e exigências do cargo.
  2. Bancos de currículos são outra fonte crítica de dados para a organização. Entender esses dados pode aumentar muito a eficiência dos processos seletivos.
  3. Diminuição da taxa de turnover, causando assim uma redução de custos para o setor.
  4. Maior satisfação da equipe, ocasionando um aumento de produtividade e mais resultados para a empresa.

Quer conhecer mais tendências de RH que sua empresa deve ficar de olho? Clique aqui e faça download do eBook 6 Principais Tendências do RH Estratégico.