De acordo com um estudo da TINYhr, 66% dos colaboradores não enxergam boas oportunidades de crescimento profissional no seu emprego atual. Um dos principais fatores levantados foi a falta de planos de carreira personalizados.

Enquanto algumas organizações fazem grandes iniciativas para criar uma cultura de desenvolvimento de carreira, a maior parte das empresas simplesmente ignoram esse conceito. E mesmo grandes organizações, que possuem fortes programas de desenvolvimento, não estão conseguindo ter bons resultados.

Por isso, este estudo cita o desenvolvimento de carreira (ou a falta dele) como o principal motivo da perda de talentos das organizações. A relação entre empresa e empregado mudou significantemente. No passado, muitas empresas podiam ignorar o desenvolvimento de carreira ou deixar que o colaborador se preocupasse com isso, mas esse cenário definitivamente acabou.

Muitos funcionários de alta performance estão deixando seus empregos em busca de desenvolvimento de carreira. E cada vez está mais fácil empresas encontrarem os talentos de seus concorrentes com uma simples pesquisa no Linkedin.

Por este motivo, vou te explicar neste artigo a importância que os planos de carreira personalizados tem na mudança dessa percepção de oportunidades de crescimento. Ao final, irei te dar algumas dicas sobre como a tecnologia pode te ajudar a executar um.

Este artigo é parte de uma série especial de 5 artigos onde vamos tratar de 5 dicas para repensar a avaliação de performance na sua empresa. Este é o artigo de número 1. Veja abaixo a listagem completa de todas as dicas e os links dos que já forma publicados:

  1.  Alinhamento das metas dos colaboradores com as da empresa
  2. Feedback e reconhecimento do desempenho contínuos durante todo o ano
  3. Personalização e individualização das recompensas e reconhecimento dos colaboradores
  4. A importância dos planos de carreira personalizados (este post)
  5. 10 dicas práticas de gestão de pessoas para aplicar na sua empresa

O que o RH precisa fazer?

Como as empresas mais modernas vão continuar com a árdua competição por talentos do mercado, algo precisa mudar. Colaboradores de alta performance normalmente são aqueles com mais foco em desenvolvimento de carreira. E esses profissionais precisam que a empresa invista no seu desenvolvimento para mantê-los por mais tempo.

Sem dúvida, essa questão vem pressionando as organizações e os gestores de RH que estão investindo de forma correta conseguem trazer vantagens competitivas perante seus concorrentes com planos de carreira personalizados.

É fato que no mercado de trabalho atual colaboradores não ficam mais na mesma empresa por 25 anos. Contudo, se o RH trabalhar mais próximo desses profissionais no desenvolvimento das suas carreiras, é possível ter um controle melhor dessa relação.

Ter mais conhecimento sobre as verdadeiras aspirações dos colaboradores possibilita agir em função disso. Algumas plataformas de RH conseguem apoiar o colaborador individualmente a definir seu plano de carreira e alinhar esses anseios pessoais com as necessidades da organização.

Dessa forma é possível fazer uma gestão do conhecimento que alinhe os interesses individuais do profissional, mas que seja ao mesmo tempo alinhado com as competências para o sucesso do negócio.

Em paralelo, para apoiar o desenvolvimento desse profissional o RH precisa fornecer novas formas de aquisição de conhecimento. Preferencialmente, de maneira virtual para não elevar demais os custos de manter toda a organização engajada no seu plano de carreira.

Esse acesso fácil aos recursos de desenvolvimento pessoal é o fator que possibilita a organização realmente amparar um planejamento de carreira onde os colaboradores se mantém sempre engajados.

Como a tecnologia apoia o desenvolvimento de carreira?

Uma coisa podemos dizer: não existe uma solução tecnológica única que apoie o planejamento e desenvolvimento de carreira de qualquer organização. Esse processo requer uma personalização profunda e uma capacidade de motivar cada colaborador individualmente com base em seus interesses, habilidades e aspirações.

Somente através de softwares avançados essa tal personalização se torna possível. Pela primeira vez, a análise de dados e o machine learning podem ajudar organizações através do tratamento de uma grande quantidade de dados (big data) utilizados para criar ações que impulsionem as qualidades dos funcionários, e ajudam na formulação de planos de desenvolvimento personalizados.

Este é um excelente recurso para gerentes e equipes de RH que querem criar planos de carreira personalizados, sugerir onde os funcionários podem ir em suas carreiras – e criar caminhos inteligentes para ajudá-los a chegar lá.

Este tipo de software é especialmente útil para promover a mobilidade interna ao dar aos funcionários mais transparência em diferentes oportunidades de carreira. Por exemplo, se um funcionário está interessado em fazer uma recolocação para alguma cidade onde a sua organização atua, o software pode deixá-lo a par das oportunidades internas nessa região.

Podendo assim alinhar as aspirações de carreira com oportunidades disponíveis – inclusive em recolocações de carreira no mesmo nível hierárquico mas em outros departamentos ou regiões, evitando que esse profissional deixe a empresa.

Os softwares de Gestão de Talentos podem ajudar o funcionário a:

  • Assumir mais protagonismo do seu desenvolvimento de carreira,
  • Enxergar um caminho mais transparente rumo ao crescimento;
  • Encontrar recursos de aprendizagem necessários para crescer dentro da organização.

O resultado é um colaborador mais engajado e motivado na organização. E uma área de recursos humanos com mais informação e poder de agir de forma alinhada com as demandas da organização e os anseios dos talentos.

Como sua organização apoia o planejamento de carreira dos colaboradores? Deixe aqui seu comentário! E saiba mais como a Impulse ajuda seus clientes a atrair e reter os melhores talentos.